XXX RIDEF ITALIA 2014

RENCONTRE INTERNATIONALE DES EDUCATEURS FREINET

XXX Ridef Italia

Reggio nell'Emilia | 21-30 luglio 2014

Olhares que mudam o mundo

Morar juntos
as cidades das meninas e dos meninos

A pedagogia de Reggio

A pedagogia de Reggio é uma elaboração pedagógica. É o corpo de idéias e conceitos desenvolvidos em 33 municípios e pré-escolas de Reggio Emilia, no final dos anos 60.

O conceito de educação vem da prática e das experiências pedagógicas, que incorpora os mais recentes conhecimentos sobre as teorias do desenvolvimento e da socialização de acordo, por exemplo, com Piaget, Bruner, Watzlawick.

Uma personalidade importante que trabalhou no projeto foi Loris Malaguzzi (Correggio, 1920 – Reggio Emilia, 1994), coordenador das pré-escolas de Reggio e vencedor do prêmio Lego.

As orientações gerais da pedagogia de Reggio são uma visão humanista do ser humano e uma idéia democrática da sociedade.

Esta pedagogia se concretiza na ausência de hierarquias nas pré-escolas e na direção das creches  concertadas entre educadores e pais de alunos, assim como na visão da creche como um centro promocional de animação cultural nos bairros.

As crianças

As crianças são consideradas seres que possuem grandes habilidades e interesse em desenvolver-las. Eles são caraterizadas pela sua energia e criatividade, bem como por uma cultura original, em que a realidade e a fantasia estão intimamente ligadas.

As crianças aprendem no dia a dia através das suas experiências, suas experimentações, suas explorações e, principalmente, pelas suas descobertas,  sua vivência, seus sentimentos; eles aprendem, acima de todo, pela expressão de todas as suas descobertas através dos  “cem línguagens das crianças”: palavras, imagens, dramatização (jogos de papel), etc.

O papel do educador

Na concepção pedagógica de Reggio, o papel do educador é diferente do tradicional. O educador é o acompanhante (cuidador?) da criança. Ele criar uma atmosfera de bem-estar , de confiança e de diálogo, escuta a criança e observa-la, sustenta as descobertas da criança, por meio do seu interesse e do acompanhamento ativo, coloca à disposição da criança os recursos necessários para a sua actividade, comunica e relata dentro da equipe os progressos experimentais obtidos pela criança , dá conselhos aos pais.

O conceito de espaço na pedagogia de Reggio

Os espaços são considerados o “terceiro professor “, e isso pode ser interpretado de várias maneiras. Os espaços comunicam entre o interior e o exterior, alguns espaços oferecem uma segurança para a criança (quartos que oferecem a possibilidade de recuperação de energia ), outros propôem atividades (oficinas, salas de reuniões). As salas de aula reservadas para a criação e as descobertas estão abertas e as crianças e os educadores podem completá-las ou mobilá-las de acordo com suas necessidades. Há tipicamente espelhos de diferentes formas; ângulos para os disfarces, para o teatro das sombras; caixas de correio, projetores e lâmpadas. Tudo isso estimula a criança e faz com que ele realiza sua identidade física, aceita de tentar de ter um papel diferente, se comunica com os outros.

Loris Malaguzzi

“Dizem-lhe que o trabalho e o jogo, a  realidade e a fantasia, a ciência e a imaginação, o céu e a terra, a razão e o sonho, são coisas que não pertencem juntos. Dizem-lhe enfim que não esiste o cem. A criança diz ao invez que o cem existe”

“As crianças constroem sua própria inteligência. Os adultos precisam fornecer-lhas das atividades e do contexto e deve ser capaz de escutar”.

Formou-se em pedagogia em Urbino. Ele ensina como professor da escola basica em Scalegno, no Apenino Emiliano  entre o1941 e o1943.

Em 1945 juntou-se ao projeto de um grupo de operários e camponeses, e juntos construiram em uma aldeia do campouma escola auto-gerida. Outros irão nascer depois.

Frequentou um curso de psicologia do CNR (Conselho Nacional das Pesquisas) em Roma e trabalhou no aconselhamento médico- psico-pedagógico da cidade de Reggio para crianças problemáticas e nas escolas auto-geridas.

Em 1963 Reggio cria a rede dos serviços educacionais por 3-6 anos (as primeiras escolas laicas para as crianças). Em 1970 foi instituida a primeira creche em resposta aos pedidos das mães que trabalham.

Em 1976 Malaguzzi é director da revista “Zerosei” .

Em 1980 ele fundou o Grupo National creche – infância.

Em 1991, a revista Newsweek escreve que a creche Diana é a instituição educacional para crianças mais adiantada no mundo.

Em 1992, ele ganhou o prêmio Lego (Dinamarca)

Em 1994 ele morreu e no mesmo ano foi  fundada ” Reggio Children”.

Para Malaguzzi as crianças aprendem não por uma relação linear causa-efeito entre os processos de ensino e de aprendizagem, mas por suas atividades e seus recursos. A aprendizagem é um processo auto- construtivo, as crianças têm um papel activo. Precisamos de fazer uma escola onde as crianças estejam bem e onde sejam criadas as condicões para a aprendizagem.

Apresenta uma grande atenção para o senso estético, supondo que dentro da aprendizagem està sempre a idéia de que nos e os outros vamos a gostar de que serà realizado.

Ele introduziu a oficina na escola: na sua idéia de escola as mãos, o fazer, o pastichar devem conversar com a mente. Ele acha mais importante:

  • a atenção primária para a criança e não para a matéria a ser ensinada
  • a transversalidade cultural e não o saber sectorial
  • o processo e não o produto
  • a observação e a documentação dos processos individuais e do grupo
  • a comparação e a discussão
  • a auto-formação dos professores

Questo post è disponibile anche in: Inglês, Francês, Alemão, Espanhol

1 comentário

  1. Leila

Deixa um comentário